COMEÇA DISPUTA PELA PREFEITURA DE CURITIBA

Flávia Cruz  (*)

Faltando menos de três meses para as eleições municipais, a disputa pela Prefeitura de Curitiba  –  e dos demais municípios brasileiros – começa a ganhar ritmo envolvendo os partidos e coligações que têm até o dia 15 de agosto para indicar e inscrever seus candidatos a prefeito, vice-prefeito e vereadores. Segundo a Assessoria de Imprensa do Tribunal Eleitoral do Paraná, grande parte das convenções partidárias deve se realizar antes do final deste mês. Alguns nomes,  conforme publicação do Portal G1 do dia seis de abril, já integram as listas de possíveis candidatos. O cenário político do Paraná hoje conta com 34 legendas partidárias que estão estudando a confirmação dos candidatos e as possíveis coligações.

preitura

A divulgação oficial dos nomes que vão pleitear os cargos de prefeito e vereador será feita nos meios de comunicação a partir do dia 16 de agosto, iniciando-se oficialmente período da campanha eleitoral. A partir do dia 26 de agosto terão início as propagandas veiculadas no horário eleitoral gratuito nas emissoras de TV e rádio.

Os possíveis candidatos à Prefeitura de Curitiba são:

Gustavo Fruet, deve buscar a reeleição pelo Partido Democrático Trabalhista (PDT); Tadeu Veneri, pelo Partido dos Trabalhadores (PT); Ratinho Junior, pelo Partido Social Democrático (PSD); Rafael Greca, pelo Partido da Mobilização Nacional (PMN); Requião Filho, pelo Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB); Fernando Francischini, pelo Solidariedade; Rubens Bueno, pelo Partido Popular Socialista (PPS);Professor Ademar Pereira, pelo Partido Republicano da Ordem Social (PROS);Maria Victória, pelo Partido Progressista (PP). O Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), estuda a possibilidade entre os três nomes, Xênia Mello, Luiz Felipe Bergmann e José Odenir;  enquanto Paulo Martins; deputado federal, Michele Caputo; secretário estadual de saúde, Mounir Chaowiche; presidente da Sanepar, Mauro Moraes e Mara Lima; deputados estaduais, disputam a indicação pelo Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB). Outros nomes também cotados são: Jorge Bernardi vereador e Eduardo Reiner, pelo Partido Rede Sustentabilidade (REDE); Christiane Yared, pelo Partido da Republica (PR). Partidos como Partido Ecológico Nacional (PEN), o Partido da Mulher Brasileira (PMB), e o Partido Social Democrata Cristão (PSDC) não devem lançar candidaturas próprias, mas coligar com outras legendas.

Outros partidos não foram contatados pela reportagem do Portal G1, Democratas (DEM), Partido Novo (Novo), Partido Comunista do Brasil (PC do B), Partido Humanista da Solidariedade (PHS), Partido Republicano Progressista (PRP), Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB), Partido Socialista Liberal (PSL), Partido Trabalhista do Brasil (PT do B) e Partido da República (PR). O Partido da Causa Operária (PCO) não tem diretório em Curitiba.

Alguns destes políticos, especialmente os que ocupam cargos públicos no executivo, deveriam ter se afastado ainda no mês passado para poder disputar a Prefeitura. Ratinho Junior (PSD) permanece como secretário do governo Beto Richa, o que implica em impossibilidade de participar do pleito. Na eleição de 2012, Ratinho foi para o segundo turno contra Gustavo Fruet e havia expectativa de que tentasse chegar à prefeitura neste ano.

É importante observar que a preparação para mesários tem início também no mês de agosto. No dia três, será lançada a lista com nomes das pessoas convocadas para trabalhar nas eleições, e em seguida os mesmos serão direcionados para cursos de preparação para atuar no dia das eleições. Mais informações estão disponíveis no site: http://www.tse.jus.br/eleicoes/eleicoes-2016/calendario-eleitoral.

 

AS ELEIÇÕES NA PERSPECTIVA DOS ESTUDANTES

Paloma Costa (*)

A universidade, além de formar profissionais especializados em diversas áreas do conhecimento, é também um local para discutir questões sociais e políticas. Independentemente de ser pública ou privada, ela é fortemente afetada pelas decisões do governo e, portanto, é muito importante que os estudantes estejam a par das eleições no país. Principalmente neste ano, que serão eleitos prefeitos e vereadores, é necessário que os jovens se dediquem a pesquisar sobre os candidatos e, em prol de suas lutas, votem conscientemente no dia 2 de outubro.

Henrique Hoffmann (23), estudante do sétimo período de Engenharia Mecânica na Universidade Tecnológica Federal do Paraná, é natural de Joinville e mora em Curitiba desde que começou a graduação. Apesar de visitar a família com frequência, este ano ele decidiu transferir o seu local de votação para conseguir eleger os representantes na capital do Paraná. Henrique afirma que se interessou por política a partir de 2012, quando aconteceram as eleições para presidente nos Estados Unidos. Ele afirma que já tem uma intenção de voto, embora manifeste intenção de acompanhar as várias campanhas. “Principalmente por estudarmos em uma universidade pública, devemos nos atentar para o direcionamento das verbas e dos recursos do governo relacionados aos estudantes”, afirma o catarinense sobre a relevância dos jovens na participação política.

Já o curitibano Willian Cesar Missias (21), estudante do sexto período de Engenharia Elétrica na mesma universidade, conta que não tem muito interesse pelo assunto. Ele votou nas últimas eleições, mas ainda não pesquisou a respeito neste ano. Segundo Willian, os seus principais critérios de escolha têm relação com o histórico do candidato, como ficha suja, projetos executados, escândalos, etc. De qualquer maneira, ele também acredita ser importante os alunos conhecerem, no mínimo, um pouco de cada partido e avaliarem as propostas para a sociedade no geral.

 

GRUPO SE REÚNE NA INTERNET PARA MOSTRAR A REALIDADE CURITIBANA

Leonardo Wollinger (*)

Se até então ela era usada principalmente para entretenimento, nos últimos tempos a internet tem se mostrado uma incrível plataforma para promoção do diálogo acerca de diversos assuntos que influenciam o cotidiano, e não é incomum nos depararmos quase que diariamente com debates relacionados à política, direitos civis e outras temáticas que envolvem nossos papéis como cidadãos na “vida off-line”. Foi por meio do Facebook que a empresária Sylvana Caruso, cansada de ver a Curitiba em que nasceu se transformando em uma cidade depredada, suja e violenta, criou o grupo A Realidade Curitibana. Atualmente com mais de dez mil membros, o grupo compartilha informações, eventos, denúncias e o dia-a-dia dos problemas e belezas que envolvem a capital do Paraná.

Entre denúncias sobre a depredação de patrimônios, debates sobre uber versus táxis e elogios a respeito do inverno curitibano, Sylvana conta com a ajuda de mais duas pessoas para administrar a página e destaca que fica muito feliz em ver tantos interessados cuidando da cidade com o carinho e o respeito que ela merece.

Quando questionada sobre a contribuição do grupo na internet para a construção de uma Curitiba melhor, Sylvana afirma que “ao ler as postagens conseguimos que pelo menos o curitibano pense o que quer para sua vida. Que os mais velhos sintam saudades de uma Curitiba sem violência, onde cada um cuidava de suas calçadas e andava pelas ruas sem medo de ser assaltado”.

prefeitura1

Print do grupo A Realidade Curitibana

Ciente da força política que mais de dez mil pessoas representam ao agrupar-se no meio online, Sylvana Caruso deixa claro que fica feliz em dar a oportunidade a milhares de cidadãos de trocarem ideias, sugestões e opiniões sobre a cidade de maneira democrática. Em ano eleitoral, a entrevistada afirma que a sociedade como um todo precisa de mais paz e educação. Ela é categórica ao afirmar que o intuito da página nunca foi reunir pessoas para empunhar armas e nem bandeiras para sair às ruas, mas sim promover grandes transformações através do diálogo e de pequenas ações que, em conjunto, transformarão Curitiba em uma cidade melhor.

(*) Estudantes de Comunicação Organizacional da UTFPR

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s