A RUA SÃO FRANCISCO E SUA DIVERSIFICADA GASTRONOMIA

Daisy Carolina e Maíra Kaline (*)

Todo curitibano, ou até mesmo quem já passou por Curitiba, conhece ou ouviu falar da rua mais alternativa da cidade, a São Francisco, conhecida também  por sua diversidade gastronômica. Localizada no coração da capital, em pleno setor histórico, a Rua São Francisco é uma das mais tradicionais e antigas de Curitiba. Antes de se tornar a lendária São Francisco, era conhecida como a “Rua do Fogo”, onde muitas mulheres se aproveitavam das pensões ou “casas de cômodo” próximas com o intuito de ganhar a vida, no que era chamado então de “cafetinagem”.
chico
Primeira parte da Rua São Francisco com o Largo da Ordem ao fundo. Foto: Maíra Kaline

Com o passar dos anos, a rua foi esquecida pelos  projetos urbanos de Curitiba, causando uma debandada de comerciantes e moradores. Após pressão da população e de políticos, a via passou a se chamar Rua São Francisco, em homenagem ao das Chagas. A ideia da época era que a nova denominação traria um conceito de mais moral e de respeito ao local, anulando a sua má fama.

Mais recentemente, em 2012, a Rua São Francisco foi revitalizada, o projeto se resumiu à reforma das calçadas e da iluminação, além da pintura das fachadas dos edifícios comerciais. A proposta tinha como eixo principal valorizar o passado da cidade e preservar sua memória. Entretanto, a revitalização teve relação direta com projetos turísticos que enxergam a São Francisco como um polo de cultura, entretenimento e gastronomia.

Depois de ser revitalizada, a rua ganhou uma nova vocação: atrair pessoas para as suas calçadas. Bares e restaurantes passaram a se instalar na região e hoje a rua se consolidou como um centro gastronômico e cultural de Curitiba.

 

PRAÇA DE BOLSO DO CICLISTA

chico1Ciclista e sua bicicleta na Rua São Francisco – Foto: Maíra Kaline

A praça de Bolso do Ciclista veio logo em seguida da revitalização e foi construída em um espaço abandonado no final da rua São Francisco, sua construção foi realizada através de doações e mão de obra do ciclistas. A praça possui estacionamento para bicicletas, grafites, intervenções poéticas nos murais, mosaicos e até um grande quadro destinado para mostra de filmes. O prédio ao lado compõe toda a arte: o quadro branco para projeção e também uma planta trepadeira que não para de crescer, mostrando vida dentro do caos central e da rua movimentada.
GASTRONOMIA DA RUA SÃO FRANCISCO

O Restaurante Nonna Giovanna é uma iniciativa de empresários vindos  do Rio Grande do Sul, com intuito de tentar algo novo em Curitiba. Encontraram na  Rua São Francisco um prato cheio para ter um empreendimento alternativo e diversificado.

Márcio Lengler, proprietário do restaurante, ao relatar sua experiência no local, comentou: “Focamos nas vendas de forma a la carte, pois gostamos de trabalhar com uma comida bem caseira, uma comida bem suave”. Ele afirmou ainda: “Trabalhamos com cozinha italiana, mas também tem arroz, feijão e carnes para atrair o público nacional. O restaurante existe desde 1986, a receita para durabilidade é honestidade no preço, com quantidade justa pelo preço que é pago.”

Lengler relata que o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) trabalha dando apoio aos que necessitarem, estando presente e disposto ajudar na melhoria do empreendimento. Eles atuaram bastante com o Nonna na época de pré Copa do Mundo de 2014. Houve uma padronização da marca e outros apoios, mas Lengler salienta que ainda falta arrecadar capital para aplicar essa padronização na comunicação.

Ana Lu Rossil Matias frequenta há dez anos o restaurante Nonna Giovanna e falou com nossa equipe enquanto se divertia com seu filho em um brinquedo armado na rua. Geralmente aos sábados e domingos, a rua é fechada ao tráfego de veículos durante o dia para dar espaço para jogos e brinquedos, desde lúdicos, a peças para montagem estilo lego. Tem até lona para bebês engatinharem na rua e não se machucarem.

chico2Brinquedos, jogos, e lonas espalhadas pela rua para a família. Foto: Maíra Kaline       

Harom Ferreira, que trabalha na Rua São Francisco desde 2014, no bar Canto do Caita, falou de suas impressões do local.

AG Reportagens: Qual é o público da Rua São Francisco?
Ferreira.: O público aqui se dividiu, na parte de cima é um e na de baixo é outra. Parece uma divisão capital e metrópole. Dei ideia para realizarmos um evento com público do hip hop e com jazz. Para unirmos e misturamos as duas partes e públicos diferentes da mesma rua. Chamamos o pessoal para a rua também.

AG Reportagens: Qual sua comida favorita vendida aqui na rua?

Ferreira: É a do próprio bar onde trabalho, se chama Salada Color, que é uma salada de alface, rúcula, pepino, tomate fresco, cebola roxa e molho de mostarda e mel.

Ao fundo se ouve um som alto, e se vê um senhor sentado em uma das mesas do Restô Lúdico – Canto do Caita, ele toca um instrumento estilo sax e bebe uma cerveja para molhar as cordas vocais. Jair Junior, que é atual proprietário do Resto Lúdico Canto do Caita, explica o nome do local enquanto um atendente pergunta “Brahma ou Skol?”. Junior conta que o bar se chama Canto do Caita devido ao antigo dono que homenageou o próprio filho, Caetano.

O ambiente é todo lúdico e faz jus à imaginação infantil e alegre, além de trazer a criatividade à tona devido a sua decoração colorida e usando madeira de demolição. Tudo foi reaproveitado para a decoração: até o bolo é servido em um pote de vidro que pode ser reaproveitado pelo consumidor.

Existe até um o quadro feito de bolachas que se usa para colocar copos de chopp em cima. Junto com barbante e uma moldura de madeira pintada em vermelha, estão penduradas as bolachas lembrando um varal de roupas.

chico4Decoração do Restô Lúdico Canto do Caita – Foto: Maíra Kaline

Segundo Jair Jr, o Restô Lúdico serve comida típica brasileira com arroz e feijão, além de acompanhamentos como maionese, farofa e pão. São diversas as outras opções, desde hambúrgueres até pratos veganos, massas e carnes. Mas o carro chefe do bar que é o pão com bife – que foi provado por nossa equipe e aprovado.

chico5
Pão com bife e queijo derretido – Restô Lúdico Canto do Caita – Foto: Maíra Kaline

A faixa de preços varia de R$10 a R$25,00 e o bar trabalha a divulgação do local nas redes sociais. O Canto do Caita funciona de segunda a sexta 16h até o último cliente. Sábado e domingo abre às 11h para o almoço e vai até o último cliente.
chico6
Pizzas que também são opções da Rua São Francisco. Foto: Maíra Kaline

O cheiro do Restaurante São Francisco é agradável, um ambiente bem iluminado com luzes artificiais, e possui um ar de limpeza com fragrância confortável. A entrada do restaurante é cheia de quadros com pontos turísticos do Paraná e de Curitiba, e diversas plantas estão espalhadas próximos às mesas. O restaurante foi fundado em 1955, como conta seu Valentino, que trabalha nele desde 1961. Seu pai trabalhou no local e desde os anos 70 ele leva adiante o trabalho. Não há divulgação externa ou online do restaurante.

chico7A Rua com seu movimento normal. Foto: Maíra Kaine

O senhor Álvaro Macedo diz que precisa forçar a memória  para lembrar há quanto tempo ele frequenta o restaurante, mas fala em bom humor que há 65 anos visita regularmente o local, e que está junto com os cupins das mesas. Macedo estava acompanhado da família, degustando uma feijoada e acompanhamentos. Ele afirma que seus familiares geralmente o acompanham para almoçar no São Francisco. Dando risada, informa que sempre se alimenta de pratos variados que o restaurante oferece, desde a feijoada que estava servida em sua mesa até casquinha de siri e caranguejo.

 

CONHEÇA O SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS

O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) é uma entidade privada que promove a competitividade e o desenvolvimento sustentável dos empreendimentos de micro e pequeno porte. O Sebrae é agente de capacitação e de promoção do desenvolvimento, mas não é uma instituição financeira, por isso não empresta dinheiro.

Articula (junto aos bancos, cooperativas de crédito e instituições de microcrédito) a criação de produtos financeiros adequados às necessidades do segmento. Também orienta os empreendedores para que o acesso ao crédito seja, de fato, um instrumento de melhoria do negócio. As ações desenvolvidas pelo Sebrae atendem desde o empreendedor que pretende abrir seu primeiro negócio até pequenas empresas que já estão consolidadas e buscam um novo posicionamento no mercado.

Mais informações sobre o SEBRAE, confira aqui.

(*) Alunas de Comunicação Organizacional da UTFPR

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s